PROJETO PASSEIO EDUCACIONAL | Prefeitura de Igarapava

CONDEMA REALIZA REUNIÃO E DEFINE PRIORIDADES

 

 

.

 

 


CONSELHO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE


 

 

 

Importante reunião foi realizada no dia 30/04 na Casa da Cultura. A pauta foi definida pelo Conselho de Meio Ambiente e os assuntos tratados entre outros foram: Restruturação do Conselho de Meio Ambiente, ações ambientais e decisão final a respeito das Árvores da Praça Ruy Barbosa – que inclusive uma delas deverá sofrer supressão.

A reunião foi organizada pelo atual presidente do CONDEMA,  Raphael Emilio Lemos,  Mateus George (Diretor de Meio Ambiente) e contou com a participação de conselheiros e convidados.

Na primeira votação, a respeito da alteração da Lei Nº 689 de 12/11/2015 no que diz respeito sobre a restruturação das cadeiras do conselho, foi destacado de forma que essa alteração fique mais voltada para a população e setores da cidade que realmente tem interesse na temática ambiental compõe o Conselho.

A segunda votação foi a respeito das condições das árvores da Praça Ruy Barbosa, que foi realizado pela empresa AMBIENTAL CONSULT. De acordo com o laudo foram analisadas 5 espécies as quais passaram por avaliação fitossanitária, sendo constatado de uma forma geral que elas estão comprometidas, apresentado riscos à integridade física das pessoas que passam pelo local ou frequenta a praça.

As árvores tornam-se mais sujeitas às injúrias. Desta forma, de acordo com a avaliação apresentada e o valor afetivo das espécies para a população da cidade de Igarapava sugeriu-se 3 situações para solucionar o impasse da retirada/manutenção das árvores, concluindo como melhor sugestão: “Suprimir neste momento apenas o indivíduo 4, porém para todas as outras espécies que irão continuar, deve ser desenvolvida estrutura metálica de apoio para reforço, visto que, além dos itens em desacordo identificados, as mesmas já se encontram implantadas em um terreno com certa inclinação”.

Os 4 indivíduos que continuariam devem seguir todas as indicações descritas no Laudo Técnico, de manutenção para recuperação e reabilitação dos tecidos vivos e posterior uma nova avaliação. Ela deve ocorrer num período de 6 meses para a verificação se as árvores responderam aos procedimentos de manutenção efetuadas neste período.

Desta forma o CONDEMA sugere para a supressão de uma das árvores – identificada como 4 no laudo – devido à inclinação intensiva do caule e pela madeira frágil. Além disso, todas as técnicas de manutenção para conservação deverão ser efetuadas impreterivelmente nas demais espécies que não serão suprimidas e a instalação da estrutura metálica de apoio para reforço.

Após essa apresentação ficou definido que apenas uma árvore sofrerá supressão enquanto as demais receberão manutenção de forma integral. 

O Diretor de Departamento de Meio Ambiente Mateus George deixa claro que toda a reunião seguiu o rito dos conselhos, dando a oportunidade de cada membro ou membro da sociedade civil presente dar sua opinião e se por ventura qualquer pessoa tiver o interesse em consultar os 02 laudos e  a RRT de serviço, todos vão estar disponíveis no Departamento de Engenharia.

 

 

Fotos: Mateus George durante a reunião do Condema

 

 

 

 

CAMPANHA CONTRA O ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLECENTES

 

 

 

.


DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PROMOÇÃO SOCIAL


 

 

 

A Prefeitura de Igarapava, através de seus instrumentos como Promoção Social e Cras – Centro de Referência de Assistência Social – promoverá a Campanha de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Sibele Gabriela dos Santos (diretora de Promoção Social), Priscila Aparecida Martins (assistente social), Daniela Fernanda Simião (psicóloga), Leidinéia de Castro Vicente Feitosa (coordenadora do CRAS), bem como a equipe da Saúde trabalham no projeto.

A campanha “Faça Bonito” será desenvolvida no dia 18 de maio quando se comemora o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Entre as ações desencadeadas em Igarapava está a reunião com a rede intersetorial, objetivando mobilizar e discutir sobre a campanha com vários segmentos.

A participação da população é de extrema importância, sendo assim as equipes da Assistência Social, Saúde e Conselho Tutelar realizarão oficinas reflexivas em todos ESFs do município, conforme cronograma abaixo:

Também será exibido o filme “Anjos do Sol”, que contribuirá nas discussões e elucidações sobre o tema. Esse encontro tem ainda como propósito a elaboração de fluxo de atendimento

A exibição acontece nesta no dia 3 de maio entre 13 as 17 horas na Casa da Cultura.

MOBILIZAÇÃO

Em 2000, o dia 18 de maio foi constituído pela Lei Federal n° 9.970 como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Essa data foi escolhida em razão do crime que comoveu toda a nação brasileira em 1973, o Caso Araceli, em que uma menina de 8 anos de idade foi cruelmente assassinada após ter sido violentada em Vitória, no Espírito Santo.

A intenção é destacar a data para mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta de prevenção e combate à violência sexual contra crianças e adolescentes, pois ninguém está livre de ser atingido por essa situação. É preciso formar uma consciência nacional para denunciar e romper com esse ciclo de violência e proteger meninas, meninos e adolescentes brasileiros.

 

.

 

Como denunciar 

 As denúncias de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes podem ser feitas no conselho tutelar mais próximo ou para o Disque Denúncia Nacional – Disque 100, um serviço de utilidade pública, que recebe e encaminha denúncias de violências contra meninos e meninas.

Desde que o governo federal implantou o serviço, em 2003, os números de atendimentos e denúncias recebidas aumentam a cada ano. Em 2003, o serviço recebeu 4.494 denúncias; em 2008, esse número chegou a 32.588, com uma média diária de 89. Em seis anos, são mais de 95 mil denúncias e 2,2 milhões de ligações atendidas – entre elas dúvidas e sugestões.

Além de violência sexual, o Disque 100 recebe denúncias de maus-tratos, negligência, pornografia, entre outros crimes. A maior parte das denúncias recebidas pela central são contra meninas, 62%. Esse número sobe para 81% quando as denúncias são de violência sexual.

A ligação é gratuita e o usuário não precisa se identificar. O Disque 100 funciona todos os dias, das 8h às 22h. O serviço é executado pela SEDH, em parceria com o Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes (Cecria) e a Petrobras.

 

.